quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Minha família fantástica


Mamy, uma ex-hippie careta


Mamy é o que se pode chamar de uma cinquentona (agora sem trema) "prafrentex". Corpo adornado por tatuagens, figurino com clara influência dos tempos em que peregrinou por um acampamento hippie em Cabo Frio, gírias no vocabulário... minha genitora, sob o ponto de vista dos amigos cujas mães fazem tricô, é uma mulher de mentalidade moderna, daquelas que compra camisinhas pros rebentos.


Pura fachada, acreditem. Mamy, na verdade, não passa de uma careta. E das mais moralistas e conservadoras! Da santinha que cultua na sala da nossa casa a cara torta que faz quando desconfia que não dormi exatamente na casa da Andréa- várias atitudes de mamy comprovam que há um paradoxo entre o que ela é o que aparenta ser. Sobretudo a de querer me arranjar um marido provedor. Certa vez, tomávamos café da manhã na copa de nosso lar- mamy e eu- quando sai uma senhorita do quarto do meu irmão, localizado quase em frente ao cômodo em que nos encontrávamos. Lépida, desinibida e fagueira, lá foi a moçoila em direção à mesa:

- Bom diaaaa!!!!! Tudo bem? Sou a fulana, prazer. Posso roubar um pãozinho?

Achei que mamy fosse empacotar ali mesmo. Com a cútis da cor do pote de requeijão, mal conseguia respirar tamanha era a fúria despertada pela ousadia da moça que- não satisfeita em passar a noite praticando atos carnais com meu irmão num lar abençoado pela santinha do altar da sala- ainda teve a petulância de saciar a fome de uma noite pós-coito com o nosso pãozinho!

- Vadiazinha!

O adjetivo foi um dos poucos publicáveis proferidos por mamy logo após a saída da moça. Desabafo seguido da seguinte análise:

- Uma moça de família não dorme assim na casa de um rapaz que nem namorado é!

Moça de família??? O que diria mamy se soubesse que eu já dormi na casa de rapazes com quem não pretendia exatamente estabelecer matrimônio?

A última comprovação de que de mamy é uma semicarola ingênua aconteceu essa semana. Me preparava para sair quando ela me chama, intrigada:

- Queria ver um filme... Tem um aqui dentro do DVD do seu irmão... um tal de "Kid Bengala". Será que é de comédia?

Ao descobrir que a obra cinematográfica em questão pertence a outro gênero, saiu esbravejando pela casa:

- Seu irmão é ridículo, um tarado!! Outro dia achei um tal de "Loirinhas- não-sei-o quê" no armário dele!! Só pode ser carma!! Crio um filho com tanto sacrifício pra se tornar esse tipo de homem que só pensa em putaria!!!

Pobre mamy...

17 comentários:

Rosi disse...

Querida, aqui vale aquela máxima, você só vai entender quendo for mãe também, e não pense que será diferente não você será igualzinho...
Beijocas.

Kika Gada disse...

Passando mal de rir. Estava com saudades de mammy aqui no musa. Bom retorno. E que venham mais histórias!

Anônimo disse...

Olá! Primeiro de tudo, mto interessante seu blog, dei bastante risada.
Eu sei que o foco do blog não é exatamente prestação de serviços, mas gostaria de sua ajuda para encontrar uma pessoa... O Google me disse que uma Fádua andou comentando no seu blog e esta mesma já escreveu matérias no Ego que pelo que entendi é onde vc trabalha, certo?
Sendo assim, se vc conhecer esta pessoa, pergunte se ela lembra de alguém que costumava dizer que ela é "velha crica".

Tio Xavier™ disse...

Mães só mudam de endereço e nome.

Red disse...

Veja como a minha mamis é MUITO mais avançada que a sua: a minha acharia LINDO ver uma moça sair do quarto de meu irmão de calcinha. Ela ofereceria os melhores quitutes da casa, ainda que isso significasse a fome do resto da família. Ela teria, no entanto, uma reação um tanto inesperada se, ao invés de achar um DVD pornô entre as coisas do meu irmão, encontrasse um vibrador entre as minhas. Eu diria que ela não conseguiria nem fazer "AGK", tamanho o poder do infarto fulminante.

A minha é moderna E totalmente sexista. Não é o máximo?

Helton disse...

Muito bom mesmo...fico aki imaginando a cena.

Gerson disse...

Ah, o que seria da inocência se não fossem as mães...

TT disse...

Obama on Drugs
Ninguém pode ser tão cool de cara limpa
http://obamaondrugs.blogspot.com

Michele Maia disse...

Ai que saudades de vocês!
Adorei o blog!
Você é o máximo!
Bjão

Musa de Caminhoneiro disse...

Red, a minha mãe também é sexista. Se ao invés da moça do quarto do meu irmão, saísse um rapaz do meu quarto, o estrago seria infinitamente maior...

Thiago Panza Guerson disse...

hahahahahaha

Juliana disse...

Elas só mudam de endereço, mas todas tem as suas próprias manias e loucuras!
A minha ainda tem a certeza de que sou virgem.

Fabricio disse...

hahahahhaha...caramba tô chorando de tanto rir,imaginando a cara da sua mãe e os elogios feitos a moça...vcs são mto maneiros!!!Que saudade!!!Beijos!Dani.

Tarso Loureiro disse...

Ótimo!!!

Mas e vc? não desconfia que a mamy tb não é exatamente o que prega?

A psicanálise de botequim explica condenamos nos outros aquilo que mais nos identificamos e nos envergonhamos ou lutamos para não aderir, não seria o caso da mamy que talvez seja, escondidinha, mais prafrentex do q vcs imaginam?

Parabens pelo blog! Adorei!

Ana disse...

Véi, se sai uma mulher do quarto do meu filho, eu juro que cobro a estadia.
Fala sério, e casa da gente é motel? ôxe! Nem filha nem filho, vão bancar as graças deles, ora!
X-D

Abs!

Emerson Reis, M.D disse...

É, plagiando o Jô Soares de antigamente: "Tem mãe que é ceeega...".

Adoro seu blog, agora pude ler mais posts, pena não ter conhecido antes. Parabéns mesmo!!!

Anônimo disse...

Olá musa
sou fã do seu blog!!! Adoro os relatos em que se encontram mamy, vc e seu irmão!!! são as melhoress!!!!!me acabo de rir !! poxa esse ano vc ainda nao contou nenhum desses !!! bjs