domingo, 4 de março de 2007

É o rato, Nem!

Sou uma pessoa que adentra a madrugada trabalhando. Nunca saio da labuta antes da meia noite e, como estou labutando temporariamente no famoso Projac (ou Projaquistão, como é chamado carinhosamente por alguns funcionários), nunca chego em casa antes das 2h da madruga, já que o referido templo Global está localizado num dos lugares mais ermos e longínquos do Rio.

Enfim...o fato é que na minha rotina de andar pelas madrugas, acabo protagonizando (e presenciando) cenas inacreditáveis. E a frente do Terminal Norte, lugarzinho onde desembarco em Nikit, é o palco da principal delas. Repleto de barraquinhas onde se vende angu, podrão, churrasquinho de gato e toda a variedade de comidas trash de rua, o lugar é povoado na madruga por umas pessoas que eu, sinceramente, não sei onde se enfiam durante o dia. Deve ser em algum subterrâneo da cidade. Putas com figurino inacreditál, PM´s gordões cheios de pulseira de ouro e, acreditem, até emos têm brotado no pico ultimamente pra encher a cara de Itaipava (R$1,70 gelada numa das barraquinhas).

Ocorre que na semana passada estava eu lá, por volta de 1h da madruga, quando uma senhorita que ali, digamos, ganhava a vida, veio em minha direção. E, com cara de pouquíssimos amigos, começou a gritar:

"-Sai! Sai!", berrava, batendo um dos pés no chão

Desnecessário dizer que fiquei assustadíssima. Estaria a moça achando que eu estava ali para roubar os clientes dela? Não sabia se corria ou se me explicava. Já me preparava para pôr em prática a primeira opção quando a senhorita assim me tranquilizou:

"-Né você não, Nem. É o rato!" , disse ela com voz doce, enquanto apontava para uma ratazana do tamanho de um cachorro poodle que estava do meu ladinho.

Era mesmo pra eu ficar aliviada?

8 comentários:

thalito disse...

só na rataria né??

Juliana disse...

Você já faz parte da galera da night do Terminal. Ela não te destrataria ;-)
Bjss

Fera braba disse...

É O RATO, FERA BRABÍÍÍSSIMA !!! ou seria LEKÃO !!!!!!!!????

Marcely disse...

Amigaaaaa!
Esse seu texto me lembrou a comemoração de aniversário mais memorável da minha vida! Virei balzaca com saideira no Terminal, lembra? hahahah
Que ratazana é essa, hein?

Caroline disse...

Adorei seu blog, nao conhecia nao!Saudades, acabou que nao te vi, sentir sua falta nas barcas! Beijos e sucesso no Projaquistao.
Carol

Leo Bueno disse...

Do Projaquistão pra Nikiti, de carona no lombo da ratazana!

Voltei pra ler teu blog. E, por sinal, mudei a plataforma do meu. Clica no link e confere!

Beijo!

Tio Xavier™ disse...

Rato? Você não teve uma vivência tão calorosa quanto a minha. http://tioxavier.blogspot.com/2006/03/ele-mora-ao-seu-lado.html

Claudia disse...

Não posso mais continuar!
Tô chorando de rir e todos pararam para ver qual o motivo de tantas gargalhadas após passar a noite em claro que meu filho ardendo em febre.
Não tive como controlar, mas esse post está sensacinal.
Imaginei sua cara quando do grito da senhorita que ali trabalhava com o seu: ""Sai! Sai!..."
Ahahahahahahaha.
Chega por hoje. Quarta volto aqui!
Um grande beijo,
Cláudia